Culinária Vegetariana


Aqui você encontrará as receitas das delícias que degustamos em nossos encontros 
e também dicas de alimentação saudável.


Manjar de Tapioca com Coco e Coulis de Frutas Vermelhas
Sem Gúten e Sem Lactose - Irresistível!

Imagine uma sobremesa dos Deuses...Daquelas que você come bem devagarinho para desfrutar o sabor ao máximo... É esta!
O azedinho das frutas vermelhas combina maravilhosamente com a suavidade e a doçura do coco. Perfeito! Além de ficar lindo no prato. Super fácil de fazer, o manjar nem vai ao fogo. São 20 minutinhos.

Ingredientes do Manjar
1 xícara de tapioca granulada (veja as dicas)
4 xícaras de leite de coco caseiro ou de litro (veja as dicas)
1/4 de xícara de água
4 colheres de sopa de açúcar (não muito cheias)
1 xícara de coco ralado fresco
2 gotas de essência de baunilha (opcional)
1 pitada de cardamomo em pó (opcional)

Modo de Fazer
1 - Coloque o leite de coco numa tigela e leve ao microondas para amornar. Acrescente a tapioca, misture e deixe hidratando por 10 minutos.

2 - Leve ao fogo 1/4 de xícara de água e o açúcar e mexa até dissolver bem. Espere esfriar um pouco e acrescente à mistura de tapioca.

3 - Acrescente o coco, a baunilha e o cardamomo. Misture bem e coloque em uma forma de pudim molhada. Leve à geladeira por 12 horas. Solte as laterais com uma espátula fina, desenforme e sirva com o Coulis de Frutas Vermelhas.

Ingredientes do Coulis de Frutas Vermelhas
1 pacote de mix de frutas vermelhas ou morangos congelados
1 xícara de água
1/2 xícara de açúcar

Modo de Fazer
1 - Coloque tudo numa panela e leve ao fogo, mexendo delicadamente.

2 - Quando as frutas estiverem totalmente descongeladas e macias, retire-as da panela com uma escumadeira e reserve.

3 - Elas terão soltado bastante pectina na calda, que estará vermelha. Comece a redução da calda para dar o ponto, mantendo o fogo médio e misturando.

4 - Quando começar a espumar e formar fio, desligue o fogo. Quando esfriar, acrescente as frutas vermelhas reservadas. Leve à geladeira.

5 - Quando desenformar o manjar, cubra com a calda e sirva.

Dicas
1 - Não adianta usar a tapioca comum, forma uma goma e não dá certo, tem que ser a granulada. Você encontra em empórios de grãos e casas de produtos naturais. Ela é mais dura em vem em formato de pellets, veja a imagem:

tapioca granulada


2 - Leite de Coco - Não use o de garrafinha, que é muito concentrado, o sabor não fica bom. Use o caseiro, batendo o coco no liquidificador e coando. Quando estou com preguiça de fazer em casa, uso este aqui.
Cada caixinha tem 1 litro. É bem suave, uso também como substituto do leite de vaca no dia a dia. Existem outras marcas, mas não as encontro por aqui.


Espero que possam se deliciar com este verdadeiro Manjar dos Deuses!


Muffins Deliciosos de Palmito e Legumes
Sem Glúten e Sem Lactose

Estes muffins são incrivelmente saborosos e fofinhos, além de muito fáceis de fazer! Tenho testado novas receitas porque devido a problemas de saúde fui proibida de ingerir laticínios e glúten. 

No começo foi difícil, mas logo descobri maneiras de substituir estes ingredientes de maneira saborosa e prática. O resultado está valendo à pena! Além de melhorar significativamente minha saúde, estou conhecendo novos sabores e variando bastante o cardápio. 
Vamos à receita:

Recheio
1 vidro de palmito ecológico
1 abobrinha média
1 cenoura grande
1 punhado de vagem
1 pimentão vermelho pequeno
3 tomates
azeitonas sem caroço
1 cebola
sal, azeite e pimenta do reino

Pique todos os ingredientes acima e coloque em uma vasilha. Tempere com sal, azeite de oliva e pimenta do reino. Deixe marinando alguns minutos, enquanto prepara a massa.

Massa
8 colheres de sopa cheias de mix de farinhas sem glúten
100 g de queijo parmesão vegano
1 colher de sobremesa de fermento em pó.
1/2 xícara de água ou leite vegetal
3 ovos ou 200 ml de gel de linhaça (para a versão vegan)

Misture a farinha com o fermento e metade do queijo parmesão ralado. Coloque essa mistura na vasilha com os legumes que estavam marinando. Misture para agregar os líquidos do tempero à farinha. 

Acrescente a água ou leite vegetal e os 3 ovos batidos (ou o gel de linhaça). Mexa delicadamente até envolver todos os legumes de forma homogênea com essa massa.

Vá colocando em forminhas para cupcakes. Encha até a metade. Coloque queijo parmesão vegan ralado por cima. Asse em forma untada em forno médio pré aquecido até dourar.

Sirva com salada ou como acompanhamento de uma sopa.

Dicas

O mix de farinhas sem glúten já vem pronto. Fácil de encontrar nos supermercados ou casas de produtos naturais. Se não encontrar, a proporção é a seguinte: para cada xícara de farinha de arroz acrescente meia xícara de fécula de batata e meia de polvilho doce. Misture tudo e está pronto seu mix de farinhas sem glúten, pode guardar para usar quando precisar.

O queijo vegano também se encontra em casas de produtos naturais. Há várias marcas, mas gosto da Superbom. É bem parecido com o parmesão e fica gratinado.

Se não encontrar o queijo vegano, uma alternativa bem saborosa é misturar caju picadinho com uma pitada de levedura de cerveja em pó para dar o cheirinho de queijo e usar no lugar.

Só uso ovos da Vila Yamaguishi, onde as galinhas são criadas soltas e com carinho por pessoas que cultivam uma mente tranquila. Conheça aqui

Se você é vegana e quer saber como fazer o gel de linhaça, clique aqui

Você pode variar os sabores de acordo com os legumes que tiver em casa. Fiz também muffins de milho e ficaram maravilhosos.


Fácil e rápido e saudável, não é?
Saboreie!

Bolo de Maçã com Castanhas e Canela Fofo e Saboroso
Sem Glúten e Sem Lactose
O bolo desapareceu rapidinho então procurei uma imagem semelhante para vocês terem uma idéia da aparência desta delícia. Foto do Pinterest.

No encontro deste mês a querida amiga Simone Guimarães, nossa companheira do Grupo Correndo com Lobos, trouxe esta delícia para o lanche. Fácil e rápido de fazer.

Bata  no liqüidificador e reserve:
4 ovos
2 xícaras de açúcar demerara
1 xícara de óleo de girassol

Misture em uma vasilha os ingredientes secos:
2 xícaras e meia de mix de farinhas (veja abaixo como fazer)
1 colher de sobremesa de canela em pó
1 colher de sobremesa de goma xantana
3 maçãs picadas
meia xícara de Castanhas do Pará  picadas
1 colher de fermento em pó

Acrescente a mistura líquida aos ingredientes da vasilha aos poucos e mexendo sempre.

Despeje a massa numa forma untada. Polvilhe por cima um pouco de canela em pó, açúcar e castanhas picadas. Asse em forno médio por 35 minutos.

Dicas
Goma Xantana serve para dar a liga na massa. Compra-se em lojas de produtos naturais.

Mix de Farinhas sem Glúten: Para cada 1 kg de farinha de arroz, misture 500g de Fécula de Batata e 250 g de Polvilho Doce. Se preferir, nos supermercados existe o mix de farinhas sem glúten já pronto.

Uma delícia! 


Focaccia de Tomate e Tomilho
O lanche neste encontro foi especial, nossas amigas trouxeram muitas delícias para compartilhar com o grupo e a Chef Alessandra Legnari trouxe uma focaccia maravilhosa e fácil de fazer! Aqui vai a receita.

Ingredientes:
500g de farinha de trigo
(se quiser fazer sem glúten, veja as dicas abaixo)
4 colheres de sopa rasas de açúcar
1 pacotinho (10g) de fermento biológico seco
1 xícara e 1/4 de leite ou água
1/4 de xícara de manteiga
2 colheres de chá rasas de sal
Tomate picadinho
Tomilho à gosto

Modo de Fazer
1 - Misturar os 3 primeiros ingredientes. Adicionar o leite e agregar tudo com as pontas dos dedos até formar uma bola.

2 - Adicional o sal, sovar um pouco e depois agregar a manteiga. Quando começar a sovar com a manteiga vai ficar mole, mas continue sovando até a massa absorver a manteiga e ficar lisinha.

3 - Formar bolinhas com a massa e deixar descansar 20 minutos já nas forminhas untadas com azeite. Cubra com um pano para não ressecar. Faça as bolinhas pequenas porque crescem bem.

4 - Depois de 20 minutos aperte o meio das bolinhas com os dedos e vá colocando o recheio nesse vão dando uma leve pressionada. Cubra novamente e deixe descansar por uma hora.

5 - Jogue mais um fio de azeite encima e leve ao forno 180 graus até dourar.

Dicas

Na panificação, agregue a gordura sempre por último, para que ela não envolva a farinha logo no começo e impeça a absorção do leite.

Você pode variar o recheio da focáccia á vontade: ervas, sal grosso, legumes, queijo, azeite...use sua criatividade.

Para fazer sem glúten substitua a farinha de trigo por farinha sem glúten que é vendida pronta no supermercado, ou então pela mistura nas seguintes proporções: 50% de farinha de arroz, 30% de fécula de batata e 20% de amido de milho.

A Alessandra tem um site com seus quitutes, ela aceita encomendas e entrega em São Paulo. Veja as delícias aqui.

Espero que vocês possam experimentar essa delícia de focaccia!



Chá Caramelizado Com Especiarias do Mulheres em Círculo

 O encontro deste mês foi num dia bem frio, levei um chá de especiarias e um bolo para aquecer nossas amigas do grupo. Elas gostaram e pediram a receita do chá que compartilho com vocês:

Ingredientes para um litro de chá:

1 colher de sopa (bem cheia) de açúcar demerara ou açúcar comum.
1 colher de sopa (bem cheia) de açúcar mascavo
2 pedaços grandes de canela
12 cravos da índia
5 cardamomos
1 estrela de anis
1 pedacinho de noz moscada
1 pedacinho de gengibre (bem pequeno, apenas 1 cm)
1 pitada de pimenta do reino (opcional)
2 colheres de sopa (rasas) de chá mate ou preto (opcional)

Modo de fazer

1 - Numa panela leve ao fogo médio o açúcar com todas as especiarias e vá mexendo sempre até o açúcar formar um caramelo bem dourado. Os cardamomos precisam ser abertos para colocar apenas as sementes. Nesse dia eu não tinha gengibre, então substituí por uma pitadinha de pimenta do reino.

2 - Acrescente um litro de água fria. O caramelo vai cristalizar na hora, mas depois vai derreter. 

3 - Quando a água levantar fervura, desligue o fogo, acrescente o chá mate e abafe por 3 minutos. Coe e sirva a seguir. Nunca deixe o chá mate, preto ou verde ferver, pois vai amargar. Se quiser fazer somente com especiarias, sem o chá, quando levantar a fervura desligue o fogo e abafe por 5 minutos. Mas eu gosto mais com o chá.

O caramelo combinado com as especiarias dá um sabor muito especial. E o aroma que deixa na casa é incrível...Dá uma sensação de calor e aconchego, perfeito para esta época do ano!


Saboreie...

Bucattini Primavera

Eu adoro a tradicional macarronada com molho de tomates, lascas de parmesão e folhinhas de manjericão, hummm....
Mas também gosto de variar. A primavera está chegando e buscamos pratos leves, nutritivos e com muito sabor.
Esta receita é super prática e deliciosa! Até quem não é vegetariano adora...
Ingredientes:
(para 4 porções)
1 pacote de macarrão buccattini de grano duro
1 maço de brócolis ninja grande
1 xícara de castanhas do Pará picadas
queijo parmesão ralado grosso ou em lascas
azeite de oliva
alho picadinho a gosto
pimenta do reino e sal a gosto

Modo de Fazer:
1 - Lave e separe os buquês do brócolis e cozinhe em água e sal (ou no vapor) por 5 minutos. Ou até ficarem cozidos ao dente (com o caule bem firme). Escorra e deixe esfriando.

2 - Corte os buquês de brócolis em pedaços menores, aproveite inclusive o caule (bem picadinho). 

3 - Aqueça uma colher de sopa de azeite de oliva e frite dois dentes de alho picadinhos até dourar. Acrescente o brócolis e refogue, acerte o sal. Reserve.

4 - Cozinhe a massa ao dente em água, uma pitada de sal e um fio de azeite. Escorra.

5 - Aqueça duas colheres de sopa de azeite de oliva e refogue três dentes de alho grandes picadinhos. Acrescente o macarrão e refogue, tempere com uma pitada de pimenta do reino e sal. Acrescente o brócolis refogado e misture bem. Desligue o fogo.

6 - Sirva imediatamente. Salpique as castanhas do Pará picadinhas e o queijo ralado (eu coloco um fio de azeite de oliva para aromatizar).

Esta receita também fica ótima com outras massas como penne, espaguete e talharini, você pode usar a massa integral ou sem glúten se preferir.

Se você gosta de ervas aromáticas, pode salpicar folhinhas de alecrim enquanto refoga o macarrão ou folhinhas de manjericão frescas na hora de servir.

Saboreie esta delícia!


Bolo de Suco e Polpa de Maracujá
Dá para ver na fatia que tem umas sementinhas de maracujá na massa?

Esta foi uma das gostosuras que preparei para o lanchinho do nosso Encontro de Fechamento do Ciclo Travessia Para Avalon. Fica fofo e saboroso, muito perfumado. Super fácil de fazer!
Ingredientes
3 ovos
1 xícara de manteiga sem sal ou  margarina
4 maracujás grandes e maduros
1 xícara e meia de farinha de trigo
1 xícara e meia de farinha de arroz
2 xícaras (bem cheias) de açúcar
1 colher de sopa de fermento

Modo de Fazer
1 - Retire a polpa de 3 maracujás, bata no liquidificador e coe (a quantidade final de suco deve ser 1 xícara). Reserve. Deixe a polpa de um maracujá sem bater.

2 - Bata as 3 claras em neve bem firme na batedeira e reserve.

3 - Na batedeira: Coloque 3 gemas com a manteiga e o açúcar (aos poucos) e bata até ficar cremoso. 

4 - Vá acrescentando a esse creme as farinhas e o fermento e alterne com o suco de maracujá. Quando estiver homogêneo, desligue a batedeira e acrescente a polpa do maracujá que você reservou e depois as claras em neve mexendo delicadamente.

5 - Coloque em forma média de buraco no meio e leve ao forno médio pré aquecido por 30 minutos, ou até o palito sair seco (se o seu forno for forte, faça o teste do palito com 20 minutos).

Espere esfriar um pouquinho, desenforme e desfrute!

Dicas
Bom, vocês já sabem que eu tiro a película das gemas para o bolo não ficar com cheiro de ovo.
Gosto de peneirar as farinhas com o fermento antes de acrescentar à massa. Essa aeração faz com que o bolo fique extra fofo e cresça mais!
A tigela que vai receber as claras deve estar bem seca, se tiver umidade demora para dar ponto de neve.
Você pode usar um só tipo de farinha, eu uso as duas porque a farinha de arroz deixa o bolo mais leve.
À medida que assa, aquela polpinha do maracujá que envolve as sementes derrete na massa e deixa um aroma incrível.
Espero que seu bolo fique delicioso!


Torta Mulheres em Círculo
Esta foi uma das gostosuras que preparei para este encontro do Ciclo Travessia Para Avalon. Fiquei muito feliz ao ver que a torta desapareceu em minutos!

Todas pediram a receita então compartilho com vocês. É facílima e rápida, não precisa ser prendada na cozinha para fazer, não tem como errar...

E o melhor, quase não suja louça nenhuma, só uma vasilha e uma fôrma. É deliciosa!

Ingredientes:
1 abobrinha
2 cenouras grandes ou 3 médias
3 tomates sem sementes
1 cebola média
meio pimentão vermelho pequeno
8 azeitonas pretas sem caroço
3 ovos
1 xícara de água
4 colheres de sopa de farinha de trigo
4 colheres de sopa de farinha de arroz
50 g de queijo parmesão ralado
1 colher de sobremesa de fermento em pó
azeite, sal e pimenta do reino a gosto
queijo provolone (1 pedaço pequeno para ralar)


 Modo de Fazer
Lave os legumes e pique em pedaços pequenos, pique junto a cebola, o tomate e as azeitonas.

Tempere tudo com azeite de oliva, sal e pimenta do reino. Não exagere com o sal, porque o queijo ajuda a salgar.

Misture a farinha de trigo e a de arroz à essa salada de legumes, misture delicadamente até todos os legumes ficarem envolvidos pela farinha como se fossem empanados.

Acrescente o queijo ralado e o fermento e misture bem.

Retire a membrana das gemas (se quiser tirar o cheiro de ovo), bata os ovos ligeiramente com um garfo e acrescente aos legumes junto com a água  e vá mexendo delicadamente até homogeneizar e envolver todos os legumes.

Coloque em forma ou pirex untado. Passe um pedaço de provolone em ralador grosso e salpique por cima.

Leve ao forno pré-aquecido por 30 minutos (em fogo médio) ou até dourar. Dependendo do fogão fica pronta em 20 minutos, então fique atenta.

Espere esfriar um pouco, desenforme e sirva.

Dicas
Esta é exatamente a que levei para o grupo, mas você pode variar os legumes à vontade, também fica deliciosa com palmito.

O pulo do gato é envolver os legumes na farinha, deixa a torta mais sequinha, e a quantidade final de massa é mínima, somente para "empanar" e dar liga aos legumes. É light e saborosa.

Se preferir usar  um só  tipo de farinha, são 8 colheres de sopa. Se quiser sem glúten, use só a de arroz, fica bem levinha.

Na falta de provolone, pode salpicar parmesão ou queijo minas meia cura por cima, fica ótimo.

Para aumentar o valor protéico da torta, eu costumo colocar um pedaço de tofu levemente amassado com um garfo e vou temperando junto com os legumes. O tofu desaparece no meio da torta, mas o valor nutritivo permanece.
  
Espero que gostem!

Bolo Carinhoso

Este foi o bolo que fiz para minhas queridas amigas no primeiro encontro do Ciclo Travessia para Avalon. A receita veio de minha mãe. E na opinião dos meus meninos (o filho e o marido), é o melhor bolo de chocolate do mundo!

Tão fácil e rápido que você pode preparar enquanto bate um papo com a visita e servir quentinho para o café. Até aquelas que acham que não tem talento para a cozinha podem fazê-lo. Tem esse nome pois é gostoso como carinho de mãe.
Ingredientes:
150g de manteiga sem sal
1 xic.  de açúcar
1 xic. e meia de farinha de trigo
3 ovos
½ xic de chocolate em pó
1 colher de sobremesa cheia de fermento em pó
½ xic de leite

Modo de Fazer:
(não precisa de batedeira)

1 – Aqueça ligeiramente a manteiga no micro para ficar macia.
2 – Bata a manteiga com o açúcar até ficar cremosa, acrescente os ovos  (um a um) e o leite e vá batendo até misturar bem.
3 – Peneire juntos: a farinha, o fermento e o chocolate. Vá adicionando aos poucos ao creme e misturando até ficar homogêneo.
4 – Asse em forma média com buraco no meio por 25 minutos em forno médio. Espete um palito para ver se está pronto e retire do forno. É super fofinho e pode ser servido sem cobertura pois tem uma textura sedosa.

Dicas:

Eu costumo tirar a membrana das gemas para não ficar com cheiro de ovo.

Se quiser cupcakes, encha as forminhas só até a metade e o tempo de cozimento é de cerca de 10 minutos. Fiz em forminhas de silicone em formato de coração, ficaram lindos, não é?

Viu como é fácil? Aproveite o final de semana e experimente!

Almôndegas Vegetarianas da Cris

Eu adoro almôndegas e bolinhos em geral, só que não curto a proteína de soja. Mas ela é uma fonte importante de nutrientes, então fui pesquisando e testando até criar uma receita de almôndega realmente deliciosa. Foram muitas tentativas, mas valeu à pena!

Criei uma versão ovolactovegetariana, mas se você é vegana coloquei as dicas para as substituições logo abaixo.

Ingredientes
2 xícaras e meia de proteína texturizada de soja em grânulos
2 colheres de sopa (rasas) de farinha de trigo (integral)
1 ovo
3 colheres de sopa bem cheias de queijo parmesão ralado ou ricota temperada (o que preferir)
6 azeitonas verdes picadas
salsinha e cebolinha picadinhas
pimenta do reino
sal a gosto
óleo para fritar (podem ser assadas também)

Modo de Fazer

1 - Como preparar a proteína de soja
O principal é tirar aquele cheiro característico da proteína de soja, então lave-a e escorra duas ou três vezes e depois deixe de molho em água morna para hidratar por 20 minutos. Depois escorra e lave novamente. Deixe escorrer bem. Esprema para tirar o excesso de água. Quanto mais bem lavada, mais ela pegará o sabor dos temperos.

2 - As Almôndegas
Numa tijela acrescente todos os ingredientes e misture até ficarem bem homogêneos. Faça bolinhas pequenas e frite em óleo quente até dourarem. Não fique virando-as a toda hora no óleo porque são frágeis e desmancham. 

Eu gosto de achatá-las um pouquinho antes de fritar porque ficam mais crocantes.

Se quiser assar, unte uma assadeira com óleo e leve ao forno até formarem uma casquinha levemente dourada. Eu prefiro fritas, ficam bem mais gostosas.

Você pode servi-las acompanhadas de arroz e feijão e verdura refogada, ou com molho de tomate acompanhando uma massa, ou gratinadas. Ficam ótimas com molho de tomate e queijo acompanhando uma polenta, humm..... 

Dicas

Se você é vegana, retire o queijo da receita e pode substituir o ovo pelo gel de linhaça

Basta deixar uma colher de sopa de sementes de linhaça de molho em água por duas horas. A água se transformará em um gel rico em proteínas e com propriedades semelhantes à clara do ovo. Use com as sementes e tudo.

Você pode deixá-las de molho à noite, no dia seguinte terá um gel bem espesso. Ele tem muitos usos, como em vitaminas e outras receitas que divulgarei em breve.

Vocês podem também variar os temperos das almôndegas. Com temperos indianos (curry, cominho e cúrcuma) ficam uma delícia.

Moqueca de Banana da Terra - Deliciosa!
Foto: Bioblogue

Tenho que contar uma coisa para vocês: gosto da banana como fruta, mas não consigo gostar de nada que tenha a banana como ingrediente (exceto a salada de frutas). 

Nestas férias me surpreendi ao experimentar uma moqueca vegetariana feita com banana da terra! Ela não é doce e absorve maravilhosamente os temperos do molho...além de ser muito nutritiva. Já testei e aprovei a receita, facílima de fazer!
Ingredientes
4 bananas da terra maduras, mas firmes
2 colheres de sopa de azeite de oliva
1 cebola e 1 dente de alho picadinhos
3 tomates sem sementes e picados 

1/2 xícara de pimentão em rodelas finas
1 xícara de leite de coco
Salsinha fresca picadinha

1 limão
Pimenta (opcional)
Sal a gosto

1 colher de sopa de azeite de dendê (se quiser dar um toque baiano à moqueca)


Modo de Fazer
1 -  Ligue o fogo para esquentar a panela de barro  (se não tiver panela de barro, pode fazer em outra, nesse caso use o fogo brando).
2 - Corte a banana ao meio no sentido do comprimento, tempere a banana com gotas de limão, sal e alho. 
3 - Refogue a cebola, o tomate e o pimentão no azeite de oliva com 1 pitada de sal. Adicione a banana da terra (enfileirando na panela, como se fossem postas de peixe). 
4 - Adicione o leite de coco (acerte o sal se necessário) e deixe ferver por 10 minutos com a panela tampada (reduza um pouco o fogo se a panela não for de barro). 
5 - Depois de desligar o fogo acrescente a salsinha e o azeite de dendê. Deixe descansar uns minutinhos e sirva.

Dicas
A banana da terra você encontra na feira e no hortifruti. Para saber se está madura, veja se tem manchas pretas na casca. Quanto mais manchada, mais madura. Escolha as mais firmes. Não use outro tipo de banana, porque não fica bom.
Se for usar pimentão, somente orgânico, pois é o vegetal que mais acumula resíduos de agrotóxicos.
Para deixar mais bonita, pode colocar rodelas de cebola e tomate por cima antes de iniciar o cozimento.

Sirva com arroz sete grãos e uma salada e terá uma refeição deliciosa.

Quem diria que um dia eu comeria um prato feito com banana e acharia delicioso? Vivendo e aprendendo...


Creme de Manga e Maracujá
Delícia Refrescante e Light para o Verão

Nesta série tenho postado receitas de prato principal porque geralmente é a dificuldade para quem está fazendo a transição para o vegetarianismo, mas fiz esta sobremesa para o jantar e ficou tão boa que pensei: porque não compartilhar com vocês?

Ela é a cara do verão: deliciosa, muito refrescante e super light! 
Além de ser facílima de fazer…

Ingredientes
4 mangas grandes maduras (ou 6 médias)
4 maracujás maduros
folhinhas de hortelã e nozes (opcional)

Modo de Fazer
1 - Lave e descasque as mangas. Corte em pedaços e reserve.
2 - Abra os maracujás e despeje a polpa no liquidificador. Bata sem adicionar água. Coe e reserve o suco.
3 - Enxague o copo do liquidificador para tirar o excesso de sementes de maracujá. Agora, coloque o suco de maracujá coado (aproximadamente 1 xícara) no liquidificador. Adicione aos poucos as mangas picadas e bata até virar um creme bem consistente.
4 - Leve à geladeira e sirva quando estiver bem geladinho.

Dicas
Você pode enfeitar com uma noz e/ou folhinhas de hortelã. As nozes dão um sabor especial ao creme e com a hortelã fica muito refrescante. Mas é opcional, o creme em si já é uma delícia!  O sabor das duas frutas juntas é especial, docinho da manga com um toque azedinho do maracujá.

Eu coloquei folhinhas de manjericão que dão um sabor exótico e delicioso a esta sobremesa e acho que combinam melhor com as nozes.

Evite o suco de maracujá industrializado , não fica igual.

Não costumo adoçar esta sobremesa (só se o maracujá não estiver bem maduro), a doçura das mangas é suficiente. Prove o creme e se preferir, acrescente um pouquinho de sucralose.

A sucralose é o único adoçante industrializado de origem natural. É a própria molécula da sacarose (açúcar da cana), só que invertida.  Tem as mesmas propriedades, sem as calorias. Ao adaptar uma receita para sucralose (ou açúcar light), use sempre metade do que seria a quantidade de açúcar normal pedida.

Quando der aquela vontade de comer um docinho bem refrescante e saudável…você já tem uma boa opção!



Couscous Marroquino da Cris

Vamos começar a semana com mais uma receitinha para quem quer experimentar uma vida saudável, sem carnes e com muito sabor!
A palavra couscous vem do árabe e quer dizer misturar. Este prato é uma mistura de legumes, castanhas, tempêros e sêmola de grano duro. Um prato muito nutritivo, que por si só se constitui numa refeição completa. Bem fácil de fazer.
O trigo de grão duro é bem diferente do trigo comum, ele tem alto teor de proteínas, cálcio, ferro, vitaminas do complexo B e vitamina K.
Por não ter purinas, é liberado para quem tem problemas com ácido úrico.
Ele é muito importante para o metabolismo ósseo, para a boa coagulação do sangue e contribui para reduzir o colesterol ruim. Além disso, por ter ácidos graxos insaturados, ajuda a fomar o HDL (o colesterol bom).
Adoro este prato e faço muitas variações de acordo com  o que tenho na geladeira. Vou passar a vocês uma versão básica, com meus toques pessoais. Depois vocês podem criar sua própria versão.

Couscous Marroquino da Cris
Ingredientes
1 xícara de sêmola de grano duro para couscous
2 cenouras picadas
1 punhado de vagem picada
1 abobrinha picada
1 cebola média picadinha
 2 folhas de louro e pimenta do reino
sementes de cominho (opcional)
azeite de oliva
100 g de amêndoas salgadas ou ao natural
Caldo de legumes (opcional)


Modo de Fazer
1 - Numa panela grande coloque uma colher de sopa de azeite de oliva e refogue a cebola com as folhas de louro, não deixe escurecer a cebola, só amolecer e soltar os aromas.

2 - Acrescente os legumes picados e refogue acrescentando uma pitada de pimenta do reino e sal a gosto. Coloque um pouquinho de água (1/4 de xícara), tampe e deixe cozinhar por alguns minutos. Mexa de vez em quando, acerte o sal e  a água se necessário. Fique de olho, é muito rápido, os legumes devem ficar ao dente e quase sem água no fundo. Reserve.

3 - Numa outra panela aqueça 1 xícara e meia do caldo de legumes e acrescente 1 xícara de couscous bem cheia. Misture bem, desligue o fogo e tampe por 1 ou 2 minutinhos, ela hidrata super rápido. Você verá que os grãos cresceram, quase dobrando de tamanho.

Se você não tiver caldo de legumes, pode  usar água com um pouquinho de sal. Mas com o caldo fica muito mais gostoso.

4 - Agora vá despejando a sêmola hidratada na panela dos legumes refogados mexendo delicadamente.

5- Voilá! Na hora de servir, salpique as amêndoas por cima. Não deixe as amêndoas misturadas ao couscous porque elas amolecem. Regue com um fio de azeite de oliva.

Sugestão de Cardápio Balanceado
O couscous se constitui numa refeição completa, mas geralmente é servido acompanhado de uma salada e um suco de frutas cítricas.  No inverno, pode ser servido após a sopa.

Dicas
Eu gosto muito de dar um toque indiano ao couscous, então acrescento algumas sementes de cominho no momento de refogar os legumes. 

Para servir, coloco todo o couscous num pirex, cubro de cebolas caramelizadas, depois coloco as castanhas por cima. As cebolas caramelizadas dão um toque  muito especial.

Uma outra variação é picar salsinha fresca e misturar ao couscous logo antes de servir.

Desta vez consegui fazer a receita e tirar a fotinho! Decorei com uma flor feita de 1 rodelinha de tomate no miolo e 1 damasco seco fatiado para as pétalas. O damasco também combina muito bem com este prato. 

Como disse a vocês as variações são infinitas, você pode usar outros legumes também: brócolis, inhame, couve-flor, ervilhas frescas, palmito, beringela refogada em cubinhos….use sua criatividade. 

Ah! A sêmola de couscous você encontra nos supermercados.

Cebola Caramelizada
Corte duas cebolas grandes em rodelas, coloque-as numa frigideira grande com um fio de óleo no fogo médio e vá mexendo sempre. 
Quando elas começarem a se soltar e murchar um pouquinho, acrescente uma colher de sobremesa de açúcar mascavo e mexa até elas começarem a ficar na cor marrom e macias. Abaixe o fogo se necessário, não deixe o açúcar queimar. Sirva em seguida.

Caldo de Legumes
Sempre tenho estoque de caldos no freezer. São muito práticos para risotos, couscous, tortas...
Sempre que faço sopas de legumes ou sopa de abóbora ou sopa de inhame, coloco um pouco de água a mais na panela, e na hora de bater a sopa no liquidificador, retiro o excesso de caldo e congelo em pequenas porções para usar depois.

Com essas dicas de mãe, só não come bem quem não quer…



Grão de Bico à Italiana
na versão original

Sabe aqueles dias em que você chega em casa morrendo de fome, querendo comer uma comida quentinha, bem gostosa e nutritiva, mas está cansada demais para ficar no fogão? 

Então, este prato é a solução, facílimo de fazer, em menos de 15  minutos! Se tiver uma salada bem colorida para acompanhar, terá uma refeição completa, rica em proteínas, vitaminas e sais minerais.

O grão-de-bico apresenta quantidades significativas de todos os aminoácidos essenciais, exceto os aminoácidos com enxofre (como a metionina), que podem ser complementados por adição de cereais na alimentação. 

Também é uma fonte importante de minerais, principalmente cálcio, magnésio, fósforo e potássio, bem como de vitaminas, como a riboflavina, niacina, tiamina, folato e precursores de vitamina A (betacaroteno).

Ele também tem compostos bioativos que ajudam a prevenir doenças cardiovasculares e a obesidade. E de todas as leguminosas é a de mais fácil digestão.

É um alimento nutritivo e muito versátil, são tantas as maneiras de prepará-lo… a presença de grão de bico dispensa a carne na refeição. Ele é um grande coringa da cozinha vegetariana! 
Então vamos lá para esta receita deliciosa.

na versão com cúrcuma, fica todo amarelinho


Ingredientes
1 caixinha de grão de bico cozido
1 pacote de batatas pré-cozidas picadinhas
azeitonas verdes ou pretas 
1 cebola
azeite de oliva
2 folhas de louro
sal e pimenta do reino

Modo de Fazer
1 - Pique a cebola e refogue em um pouquinho de azeite de oliva juntamente com as folhas de louro. Não deixe escurecer, apenas soltar os aromas. 

2 - Acrescente o grão de bico e refogue um pouquinho,  tempere com sal e pimenta do reino, tampe a panela e deixe cozinhar por uns 2 minutinhos (Verifique se a marca que você escolheu já vem com sal antes de temperar).

3 - Acrescente a batata pré-cozida picadinha e misture delicadamente,  tampe e cozinhe por mais 2 minutos. 

4 - Acrescente as azeitonas, desligue o fogo e misture delicadamente (as azeitonas não devem ferver pois ficam amargas), tampe por um minuto. Acrescente um fio de azeite de oliva para dar aquele aroma. Sirva em seguida. 

No dia seguinte ele fica ainda mais gostoso, pois o grão de bico absorve bem o sabor dos temperos.


Sugestão de Cardápio Balanceado
Desfrute dessa delícia com uma boa salada! Sua refeição estará completa. Se for um dia mais frio, você pode substituir a salada por legumes no vapor ou uma verdura de folhas escuras refogada.


Dicas
Se não gostar de cebola, pode apenas refogar o louro num pouquinho no azeite para aromatizar, também fica bom.

Se você quiser dar uma corzinha, pode colocar um pouquinho de cúrcuma em pó, vai ficar amarelinho. Se estiver inspirada, ao invés da cúrcuma coloque um ou dois tomates picadinhos, vai ficar incrível

Existem muitas marcas de alimentos pré-cozidos no mercado, escolha a sua preferida. Eles não tem   conservantes nem corantes, são embalados a vácuo. Algumas marcas já vem com um pouquinho de sal no cozimento.

Mas se preferir, pode cozinhar o grão de bico em casa e estocá-lo no freezer em porções de acordo com a sua necessidade, ele dura até 6 meses congelado. Vai direto do freezer para a panela.

E então, gostaram?

P.S.: Demorei para postar outra receita porque embora já tenha várias prontas para publicação, estou sem tempo de fazer a preparação com aquela produção caprichada para fotos. Além do mais, este não é um blog de culinária, então para não atrasar demais as postagens decidi pegar no pinterest e no google fotos  o mais parecidas possível com o aspecto final do prato. Não descobri a autoria, se alguém souber quem é o autor das fotos, é só dizer para que eu possa colocar os créditos.



Beringela Crocante

Como prometi a vocês, as dicas e as receitinhas para quem quer experimentar refeições sem carne,  e escolhi a beringela pois além de ser fonte de proteínas é muito versátil! Vou mostrar também um segredinho para que elas fiquem sempre sequinhas e crocantes.

Além de ser fonte de proteínas tem outros nutrientes essenciais: vitamina B5 e sais minerais como cálcio, fósforo, ferro e fibra solúvel. A niacina (vitamina B5) protege a pele e ajuda a regularização do sistema nervoso e aparelho digestivo. 

Poucas pessoas sabem que ela é um vegetal com poder de diminuir o colesterol e reduzir a ação das gorduras sobre o fígado. Seu suco é utilizado nas inflamações dos rins, bexiga e uretra como poderoso diurético.  
A berinjela é muito recomendada para quem sofre de artrite, gota, reumatismo, diabetes e inflamações da pele em geral. Como é rica em fibras, auxilia a evitar a prisão de ventre. 

Beringela é tudo de bom! Então aqui vai uma receitinha bem fácil e deliciosa: Beringela Crocante, olha só que delícia...

Ingredientes: (para duas pessoas)

1 Beringela grande e firme
1 ovo
sal e pimenta do  reino à gosto
farinha de rosca para empanar
queijo ralado à gosto
óleo para fritar

Modo de Fazer

Lave e seque a beringela. Corte em fatias de mais ou menos meio centímetro de espessura, polvilhe com sal e pimenta do reino e deixe marinando por 20 minutos.

O segredo da crocância
Não cortar fatias grossas e nunca, jamais, colocar as beringelas de molho na água! A maioria das pessoas coloca as beringelas cortadas de molho na água com sal, e isso é fatal, as beringelas vão ficar molengas e enxarcadas de óleo.

Nesses 20 minutinhos de espera, você pode preparar aquela salada caprichada para o acompanhamento, e terá uma refeição balanceada e completa. Sacia até as mais famintas.

Bata o ovo com uma pitada de sal e reserve. Coloque um pouco de farinha de rosca (3/4 de uma xícara de chá) num prato raso, acrescente uma pitada de pimenta do reino e meio pacotinho de queijo ralado e misture bem. Se você quiser mais crocante ainda, coloque o pacotinho inteiro (fica demais!).

Durante o tempo em que ficou marinando, ela solta bastante água. Pegue duas ou três toalhas de papel e seque as beringelas, eu vou colocando três ou quatro fatias de cada vez nas toalhinhas e secando, é bem rápido. 

Empane no ovo e na mistura de farinha de rosca e queijo e frite em óleo quente. Retire quando estiverem douradas e coloque para escorrer. Sirva imediatamente, o sabor é incrível!

Você pode usá-las também como entrada ou acompanhamento de outros pratos, fica divina com arroz e feijão e uma saladinha, também acompanha muito bem aquela macarronada de domingo, ou numa versão mais light com uma bela salada. 

Pulo do gato
Tome um copo de limonada às refeições (adoçada com sucralose fica com zero calorias), pois o limão tem inúmeras propriedades medicinais, aumenta a absorção dos nutrientes essenciais e reduz a absorção de gorduras. Além disso, ele reduz o desejo de comer doces após as refeições…Essa é uma dica de mãe, hein…

Para saber mais sobre o Segunda sem Carne clique na figura na barra lateral do blog.



O Meu Bolo de Mel
Sou louca por esse bolo, e modéstia à parte, todas as pessoas que  provam dizem que é maravilhoso, diferente de todos os Bolos de Mel que já provaram, porque ele é leve e fofo (geralmente os bolos de mel são mais densos, pesados).
Então resolvi compartilhar a receita com vocês. Costumo fazê-lo no inverno , mas combina bem com as Festas de Final de Ano. E é fácil de fazer!

Imagem Google

Tive que encontrar uma imagem semelhante ao meu bolo porque ele foi devorado rápido demais…

Ingredientes:
2 ovos
3 colheres de sopa de manteiga sem sal
1 xícara de leite
3 xícaras de farinha de trigo
1 xícara de açúcar mascavo
1 xícara de mel
1 colher de sopa de fermento em pó
1 colher de chá (rasa) de canela em pó
1 colher de chá (rasa) de cravo em pó
1 pouquinho de noz moscada ralada

Modo de Fazer:

1 - Pré aqueça o forno.
2 - Separe as gemas das claras e bata as claras em neve firme. Deixe à parte.
3 - Bata o leite morno com a manteiga e o mel.
4 - Peneire juntos a farinha, o açúcar mascavo, o fermento e as especiarias.
5 - Vá adicionando-os ao creme , batendo à mão, acrescente as gemas. Bata bem.
6 - Adicione as claras em neve e mexa delicadamente para incorporá-las à massa sem perder a leveza.
7 - Asse em forma retangular para pão (pequena) por 30 minutos em forno médio/baixo. Faca o teste do palito, se sair seco, está pronto.

Aqui logo ao sair do forno, fica lindo não é?


Segredinhos para a  fofura:
Use a batedeira para os líquidos, faz o creme ficar leve. E não esqueça de peneirar os sólidos, isso promove a aeração da farinha e do fermento, dando mais  leveza à massa. Esses são os segredos para o bolo ficar fofinho.

É importante que o forno esteja bem quente antes. Mas quando colocar o bolo no forno, reduza para médio/baixo.

Eu não gosto de bolos recheados nem com cobertura, mas se você gosta, ele pode ser transformado em pão de mel. Basta cortar em pedacinhos, passar em chocolate derretido e deixar secar.


Aproveite!



Pepinos Recheados

Durante os encontros temos nossos momentos de descontração ao redor da mesa cheia de gostosuras preparadas com carinho por todas.

Esta foi mais uma das invenções da Rosangela. Super leve e refrescante! Ótimo para o verão.

Pegue 5 ou 6 pepinos japonêses com casca, corte os em pedaços de  aproximadamente dois centímetros  e retire a polpa interna (fazendo um copinho de apoio para o recheio).

Para o recheio:
250 g de ricota ou creme de ricota
50 g de parmesão (eu coloquei um pouquinho mais)
Tempero fresco a gosto (cebolinha, salsa, ou manjericão)
Misture os ingredientes com a polpa retirada e recheie os pepinos.

Este tem uma saladinha com a polpa do pepino, beterraba e cenoura temperadas


Simples assim!



Brigadeiro de Capim Santo da Ro


Este brigadeiro a Rosangela traz nas ocasiões especiais como nos aniversários. Tem um sabor suave,  uma delícia...Até eu que não sou fã de brigadeiros adorei!
E é bem fácil de fazer.

Bata no liqüificador:
6 folhas grandes de capim santo com meia xícara de leite até triturarem bem. Coe em peneira fina ou no pano de prato para retirar as fibras.

Numa panela coloque uma lata de leite condensado, o líquido coado e 1 colher de sobremesa de manteiga. Leve ao fogo até ponto de brigadeiro.

Enrole como brigadeiro e passe no chocolate branco ralado fino ou deixe sem cobertura. 

Dica: Dá para fazer uma versão sem a manteiga e também fica bom.

Bolo de Quinoa com Banana

Esta é mais uma das delícias que a Rosangela trouxe para o lanche do Grupo de Estudos. 
Irresistível, e dá para comer sem culpa, pois é super saudável e rico em fibras!

BOLO DE QUINOA COM BANANA

INGREDIENTES:

½ XÍCARA DE QUINOA EM FLOCOS
½ XÍCARA DE FARINHA DE TRIGO (eu coloquei a farinha de aveia naquele que levei, mas trigo está na receita original)
½ COLHER DE CAFÉ DE CANELA EM PÓ
2 COLHERES DE SOPA DE AÇUCAR MASCAVO
2 COLHERES DE CHÁ DE FERMENTO EM PÓ
3 BANANAS GRANDES E MADURAS (eu uso nanica)
2 OVOS
3 COLHERES DE SOPA DE ÓLEO (rasas),
OPICIONAL: 1 colher sopa de cacau em pó. 


MODO DE PREPARO:
Misture a quinoa com a farinha e o fermento. 
Em outra tigela misture as bananas amassadas com os demais ingredientes. 
Acrescente à pré-mistura de farinhas. Coloque em forma pequena e untada. 
Forno médio pré-aquecido por uns 30 min.

Ele não cresce muito, mas fica bem fofinho.



Tâmaras recheadas com Nozes, Ricota e Mel


Num dos encontros do Grupo de Estudos a Rosangela trouxe esta delícia pensando especialmente na Vanessa (que estava de dieta), pois é um doce pouco calórico e quase sem carboidratos.
Todo mundo adorou...e é facílimo de fazer!

Tâmaras recheadas com nozes e ricota

Ingredientes:
24 tâmaras
24 nozes
50 ml de mel
100g de ricota amassada ou creme de ricota

Modo de Fazer:
Misture metade do mel com a ricota.
Abra as tâmaras e retire os caroços.
Recheie as tâmaras com a mistura acima.
Distribua as nozes por cima.
O restante do mel, salpique sobre os docinhos.

Dica: prove o recheio antes de colocar nas tâmaras e coloque um pouquinho mais de mel se achar necessário.

Eu fiz uma variação: misturei no recheio também um pouco de nozes moídas  e ficou uma delícia.



Pastinha de Beterraba da Helô


Num dos encontros do Círculo, a Heloisa chegou com sanduíches recheados  com este patê, além de lindos, são uma delícia! 
Não sobrou nenhum...
Pode ser usado também com torradinhas, fica ótimo! E é muito fácil de fazer...

PASTA CREMOSA DE BETERRABA 

INGREDIENTES:

Seis beterrabas de porte médio
Um cubo de caldo de legumes
Meia cebola picada grosseiramente
Um dentinho de alho
Três colheres de sobremesa de azeite
Uma colher de sobremesa de vinagre de vinho tinto
Uma colher de chá rasa de sal
Uma colher de chá rasa de pimenta do reino em pó e/ou tempero baiano (só usei a pimenta)


MODO DE PREPARO

  • Lavar bem as beterrabas com o auxilio de uma escovinha, removendo toda a terra acumulada em suas cascas, removendo as raízes e outras imperfeições.
  • Colocar as beterrabas inteiras e com casca na panela de pressão, cobrindo-as, por inteiro, com água e colocar uma colher generosa de sal e uma unidade do caldo de legumes, deixando cozinhar por 45 minutos após o sinal do apito da panela de pressão, deixar a panela perder a pressão antes de abrir.
  • Remover a casca das beterrabas cozidas e cortá-las de tamanho que possa ser colocada no processador ( pode ser batido no liquidificador), com a cebola, três colheres de sobremesa de azeite, uma colher de sobremesa de vinagre de vinho, uma colher de chá de sal, uma colher de chá rasa de pimenta do reino, um dentinho de alho, já espremido.
  • Ligar o processador (ou o liquidificador) com todos os ingredientes até obter uma pasta homogênea.
  • Quando estiver pronta,      despejar em um recipiente e servir. Conservar em geladeira.

Bolo de Chocolate Fofíssimo 
das Aniversariantes dos Grupos
Sem Gluten e Sem Lactose


Este bolo de chocolate é um dos mais deliciosos que já provei, feito especialmente pela nossa querida amiga Rosangela para comemorar as Aniversariantes do Mês. 

A Rô é talentosíssima na cozinha.  Quando ela disse que o bolo não tinha farinha nem leite, achei que era brincadeira porque era fofinho demais, mas é verdade!

E ainda é fácil e rápido de fazer:

Colocar no liqüidificador:

3 ovos
3 colheres (sopa) de açúcar
3 colheres (sopa) de chocolate em pó
50 gramas de manteiga sem sal ou ghee (para quem tem intolerância à lactose)
50 gramas de coco ralado
Bata por uns 3 minutos
Por último acrescente 1 colher de sobremesa de fermento em pó e misture bem.

  Para deixar ainda mais saboroso, despeje a mistura em uma tijela e acrescente dois terços de xícara de um mix de castanhas e uvas passas. Mexa delicadamente. 


Coloque em uma forma de bolo inglês média, no forno a 180 graus por 30 a 40 minutos. Faça o teste do palito para ver se está assado.

Às vezes ele abaixa um pouquinho depois de sair do forno, mas continua fofinho. 

Ela geralmente faz dois e os coloca um sobre o outro com  recheio e cobertura (mas um só também fica ótimo):


Creme de chocolate (para recheio e cobertura)

Leve ao fogo (enquanto o bolo está assando):

1 lata de creme de leite (Pode ser de soja para quem tem intolerância à lactose)
6 colheres rasas de açúcar
6 colheres de chocolate em pó (se for meio amargo ou amargo, melhor)
1 colher de manteiga sem sal ou ghee (para quem tem intolerância à lactose). 

Mexer até próximo do ponto de brigadeiro (10 a 15 minutos), recheie e cubra o bolo ainda quente.

Se quiser deixar para servir no dia seguinte, fica ainda mais gostoso.

É uma perdição....



7 comentários:

  1. Que delícia! Uma tentação! Beijo,Cris! Com carinho, Lylian

    ResponderExcluir
  2. Adorei esse bolo! Não imaginei que fosse possível fazer bolos sem adicionar farinha de trigo... Vou visitá-la sempre, parabéns pelo blog.

    Denise Kirsch - dojeitode.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Primeira vez que entro na cozinha do blog. Adorei as receitas!! Seu blog me encanta cada vez mais, Cris. Hoje tive mais tempo para ler vários posts, tudo aqui transparece carinho, atenção, amor à vida e ao ser humano. Grata por partilhar. Abraços.

    Paz e Luz

    ResponderExcluir
  4. Cristiane,
    Gostaria de fazer uma confissão: ADORO ESTA PÁGINA DO SEU BLOG!!!!
    Já preparei 2 receitas daqui. Ficaram ótimas e fizeram o maior sucesso.
    TORTA DELICIOSA DE ABOBRINHA DA ROSÂNGELA e MEU BOLO DE
    MEL.
    Receitas testadas e aprovadas.
    Grata pelas dicas,
    beijos
    Cristina

    ResponderExcluir
  5. Oi! Cristiane,
    Voltei para passar um segredinho que minha avó passou para
    minha mãe e minha mãe passou para as filhas. Adoramos grão
    de bico. Todas nós costumamos prepará-lo como feijão. Não
    tiramos a casca. Tenho amigas que costumavam descascar
    os grãos, um a um. Não é necessário.

    O SEGREDO É DEIXAR OS GRÃOS DE MOLHO, DE UM
    DIA PARA O OUTRO, EM ÁGUA COM SAL. No dia seguinte,
    jogue a água fora, lave bem os grãos e coloque os grãos
    em uma panela de pressão com água para cozinhar. Além
    da água, coloque uma folha de louro e sal a gosto. Após
    iniciar a pressão, deixe cozinhando os grãos de bico, em
    fogo baixo, por 15 minutos. Apague o fogo, deixe sair toda
    a pressão e abra a panela. Reserve. Prepare em outra panela,
    um bom refogado com óleo, alho, cebola. Quando a cebola
    estiver bem macia e levemente dourada, passe os grãos
    com o caldo da panela de pressão para a panela do refogado.
    Nesta etapa, coloque um pouquinho de pimenta do reino
    (opcional), misturo bem e deixe no fogo por alguns poucos
    minutos para pegar gosto. Prove o sal e sirva com arroz.

    Gostei da receita Grão de Bico à Italiana. Vou experimentar.

    beijos
    Cristina

    ResponderExcluir
  6. Fuxicando o blog achei que espaço mara! Adorei as receitas =)

    ResponderExcluir