10 de abr de 2017

O Mês de Abril, a Páscoa e o Feminino Sagrado - Parte 2

E então, lembram da Deusa do Paraíso?



Pois é...Muitos séculos depois, surgiram povos semitas no oriente médio que adoravam a Rainha do Paraíso, também chamada de Asherah ou Astarte; e o seu consorte, o Deus do Trovão.

Este Deus, por simbolizar o Trovão, não era representado em imagens, somente através da luz do relâmpago e do fogo, e seu nome composto de quatro letras (IHVH) era impronunciável (posteriormente, na Bíblia, seu nome foi traduzido como Iavéh ou Javé ou Jeová).

No Renascimento, Michelangelo o representou na Capela Sistina:

Aos poucos eles foram abandonando a Deusa do Paraíso e adorando somente ao Deus JavéSó que o Deus isolado de sua contraparte feminina foi se transformando num Deus severo… como podemos ver no Velho Testamento.

Estes povos deram origem aos hebreus e a uma nova religião: o judaísmo


Posteriormente esse povo foi escravizado no Egito, e através de uma longa saga protagonizada por Moisés, foi libertado exatamente no dia 14 do mês de Nissan de 1280 A.C. (que coincidia com a época das festividades pelo renascimento da natureza). 

Eles passaram a comemorar esta data não apenas como um renascimento da natureza, mas também como um renascimento espiritual, a Festa da Libertação, chamada de Pesach (Páscoa, em hebraico). 


Séder de Pesach/ Ceia de Páscoa

Muitos séculos depois surgiu um homem sábio chamado Jesus de Nazaré, que também era judeu e comemorava todas as festividades de sua cultura, como o Pesach (Páscoa). A Santa Ceia ou a última ceia de Jesus foi exatamente a celebração da Páscoa judaica. 



A vida de Jesus deu origem a uma nova religião: o cristianismo. E nos seus primórdios, não havia comemorações do nascimento e nem da ressurreição de Cristo. Os discípulos se concentravam apenas em compreender e praticar seus ensinamentos.

Só que à medida que a religião foi se propagando, buscando novos adeptos, foi incorporando outros costumes, tentando dar-lhes uma roupagem cristã.

Portanto, ao chegar no continente europeu, as festividades de honra às Deusas pelo renascimento da natureza, que coincidiam com a época da ressurreição de Cristo e  da libertação dos hebreus, foram incorporadas ao calendário cristão.

Mas a Deusa continua entre nós através de seus antigos símbolos (ovos e coelhos), que permaneceram mesmo após tantos séculos… e apesar de várias metamorfoses, a essência desta celebração não mudou!

Que  possamos nos lembrar disso e buscar a renovação externa e interna, que cultivemos nosso  jardim com esperança pela nova colheita e pelo desabrochar das flores da alma.
Feliz Páscoa! 

Este é um post antigo que trago de volta pois tem informações interessantes para os grupos em andamento.

Para ver a primeira parte, clique aqui.



21 comentários:

  1. Cris:
    Muito legal e esclarecedora sua postagem.
    Melhor ainda saber que o símbolo feminino se faz presente nessa celebração, embora nem todos tenham esse conhecimento.
    Aproveito pra te avisar que tem um desafio te aguardando lá no meu blog:

    Beth:
    A simplicidade está escondida nos detalhes...
    Talvez por ser tão óbvia, a gente fique inventando e buscando a perfeição.
    Criamos dificuldades e sofremos com nossas falhas.
    Bom mesmo, é salientar nossas virtudes e aprender a conviver com nossas imperfeições....
    Tem um desafio aguardo por você lá no meu blog:

    http://meusdevaneiosescritos.blogspot.com.br/2014/04/desafio.html

    Bjs.:
    Sil

    ResponderExcluir
  2. Bom dia querida!
    Adorei a continuação do teu último post e aproveito para desejar a você e a tua família uma santa páscoa!
    Que essa renovação aconteça sempre em nossos corações.
    Bjim
    Léia

    ResponderExcluir
  3. Olá Cristiane,
    Também adorei a continuação, sucinta e esclarecedora. Que a páscoa seja comemorada no coração de cada um com muito amor, e a alma será renovada sempre.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. FELIZ páscoa querida!
    E durante todo o ano santas semanas para nós e para o mundo \o/

    ResponderExcluir
  5. Eu não acredito num Deus severo, mas sim num Pai sempre amoroso, cheio de compaixão e misericórdia. Acho que, se os seres humanos são capazes de perdoar e continuar amando (basta espiar as filas do lado de fora das prisões, prá visitar os criminosos...) e se Jesus disse prá gente perdoar setenta vezes sete vezes, então isso é uma pista do tamanho do amor e do perdão de Deus... Prá mim tanto faz se ele é Pai ou Mãe ou os dois, o importante é que ele nos ama infinito. Mas achei muito interessante tudo isso, tanto os da postagem passada quanto a de agora - tudo muito lógico e encarrilhadinho, adoro essas sabedorias suas, Doutora querida.

    Quando àquela acelga fedida, vai lá na Liberdade, na geladeira da Towa ou da Marukai e compra um pacotinho só - experimenta, não sabe o que tá perdendo... Em último caso, seu marido dá conta, os homens tem menos frescurinhas que a gente...

    A gente tem que se arriscar de vez em quando - desde que não me peçam prá comer ostra crua, caracóis, pedaços de bicho morto, eu sou aberta a novas experiências...

    Beijão!

    ResponderExcluir
  6. OI, Cristiane!
    GOstei de ler seu post esclarecedor.
    Acho a data muito linda, adoro este pensamento de renovação, renascimento, embora eu não seja católica, nem protestante, nem nada, Apenas alguém que ama a Deus e não se prende a dogmas, porém esta celebração acho tocante, porque pode abranger todas as religiões e todos os corações.
    UMa linda renovação para você, feliz páscoa!
    beijos cariocas

    ResponderExcluir
  7. Adorei os teus dois últimos posts Cris, eu não sabia nadinha disso amiga.
    Desejo a você e a sua família, uma Feliz Páscoa!
    bjus!

    ResponderExcluir
  8. Pois é, existe um Deus pra todo mundo,
    que o Renascimento se torne uma verdade, não importa a crença de cada um, que ele venha sim, na sua forma pura e simples, que é de fazer crescer e renovar, uma vida nova em cada coração,

    Felicidades,
    Abraço,

    ResponderExcluir
  9. Como sempre sua podtagens são maravilhosas!
    Feliz Páscoa Cris!

    Rosaria

    ResponderExcluir
  10. Muito bom! Vamos renascer no amor circular, deixandoparatrás tudo o que não nos faz bem. Uma linda páscoa, Cris! Bjs no coração

    ResponderExcluir
  11. Cris amada, primeiramente uma feliz páscoa!!!
    E que bom aprender tanto com você!! Fico mais rica a cada dia!!
    Ótima quinta e descanse! Feriados são bons para isso né?
    Mil beijos
    Cris

    ResponderExcluir
  12. Um beijao Cris que vc tenha dias maravilhosos

    ResponderExcluir
  13. Cristiane , agradeço sua aula e retribuo seus votos . Uma alegre e abençoada Páscoa a você e família . Beijos

    ResponderExcluir
  14. Cris,
    está altamente esclarecedora essa postagem maravilhosa sobre o real significado da Páscoa; renovação, passagem do estagnado para o ativo, recomeço, desabrochar duma vida nova em propósitos e ações em nome do bem maior.
    Que a renovação benfaseja alcance a todos os corações e mentes cintilando neles a confiança de que o Bem é o maior dos tesouros.
    Uma Páscoa vibrante de renovadas alegrias pra ti e toda família.
    Um abração,
    Calu

    ResponderExcluir
  15. Adorei, principalmente porque a partir de suas explicações, começo agora a ver e sentir as comemorações da Páscoa de uma nova forma.Muito mais a ver com aquilo que eu penso e sinto em meu interior. Não sou católica e não creio em muita coisa que a religião pratique. Enfim, agora me sinto muito mais confortável com relação a data e seus significados.
    Beijo minha amadinha,
    Denise - dojeitode.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Querida linda!
    A Deusa amada...aiai...amoooo demais!
    Está sempre dentro de nós.
    Beijinhos, amei os posts, gratidão.

    Flores e Luz.

    ResponderExcluir
  17. Cris, jamais tinha lido essa história de forma tão bem contada!
    Obrigada por partilhar seu amor e conhecimento com a gente.
    Este mês de abril é mesmo de pura renovação, de dentro pra fora!
    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  18. Oi Cris,
    Eu sabia uma parte da história, mas não a história toda. Não sabia de onde tinha surgido Javé. Adorei saber.
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Agradeço demais a partilha , Cristiane . Vir ao seu espaço é sempre aprendizado . Desejo a você e seus familiares uma Páscoa abençoada e feliz . Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oi Cris,
    História linda, repleta de simbologia!
    Adorei conhecer!
    Feliz Páscoa para você e sua família.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  21. Com o tempo, perdemos a sabedoria original e, ainda, há as interpretações, segundo o que se pretende. Acho primordial conhecer os fatos, na sua origem, se for possível.
    Belíssimo post, Cris.
    Um beijo querida.

    ResponderExcluir